Newsletter

Social

fb yt
Loading

Escavadas

As estacas escavadas caracterizam-se por serem moldadas no local após escavação do solo com perfuratrizes rotativas ou ainda com trados mecânicos ou manuais, porém estes últimos com possibilidade de atingir somente pequenas profundidades.

As estacas escavadas mecanicamente com trado helicoidal são executadas através de torres metálicas, apoiadas em guindaste sobre esteiras ou acopladas em caminhões. Em ambos os casos são  empregados guinchos,  conjunto de tração e haste de perfuração, podendo esta ser helicoidal em toda sua extensão ou constituída de trados com comprimentos entre 2 e 6 m em sua extremidade, procedendo-se ao avanço através de prolongamento telescópico. Podem ser executadas com ou sem presença d'água.





Veja algumas obras relacionadas

DADOS TÉCNICOS
A carga de trabalho deverá ser fixada após análise do perfil geotécnico. Usualmente os diâmetros e cargas de trabalho utilizadas são os indicados na tabela abaixo (alguns exemplos):

Diâmetro        Área da seção            Área lateral     Carga Admissível
   ( cm )               ( m2 )                      ( m2/m )            (KN)
     30                   0,071                    0,942                 353
     35                   0,096                    1,100                 481
     40                   0,126                    1,257                 628
     45                   0,159                    1,414                 795
     50                   0,196                    1,571                 982
     55                   0,238                    1,728              1.188
     60                   0,283                    1,885              1.414
     65                   0,332                    2,042              1.659
     70                   0,385                    2,199              1.924
     75                   0,442                    2,356              2.209
     80                   0,503                    2,513              2.513
     85                   0,567                    2,670              2.837
     90                   0,636                    2,827              3.181
     95                   0,709                    2,985              3.544
   100                   0,785                    3,142              3.927
   110                   0,950                    3,456              4.752
   120                   1,131                    3,770              5.655
   130                   1,327                    4,084              6.637
   140                   1,539                    4,398              7.697
   150                   1,767                    4,712              8.836
   160                   2,011                    5,027            10.053

Distância mínima recomendada entre as estacas escavadas é de 2,5 vezes o diâmetro.
As estacas escavadas podem ser executadas tangente às divisas se não houver obstáculo para a torre da perfuratriz.

Armaduras
Em obras prediais correntes em que há somente cargas axiais de compressão não há necessidade de armadura.
Usualmente coloca-se “armadura de fretagem” na cabeça das estacas com comprimento em torno de 1,0 metro.

Quando há esforços horizontais, efeitos de momento fletor e principalmente esforços de tração, as armaduras deverão ser dimensionadas, levando-se em conta o efeito de flexo-compressão e flexo-tração da estaca.

Concretos
O concreto usinado normalmente utilizado para estacas escavadas à seco possue:
resistência a partir de fck = 20,0 Mpa (220 kgf/cm2);
consumo mínimo de cimento de 300 kg/m3 ;
é facultativo a utilização de aditivos como retardador de pega ou plastificantes;
o abatimento ou “slump-test” varia de 8,0cm à 20,0cm, dependendo do concreto e projeto.

O concreto utilizado para estacas escavadas com utilização de lama bentonítica tem:
concreto de alta trabalhabilidade e não segregáveis durante o lançamento, com resistência em torno de 20,0 Mpa (200 kgf/cm2);
composição de areia, brita 01 ou brita 01 e 02 e cimento, com diâmetro máximo do agregado não superior a 10do diâmetro interno do tubo tremonha;
consumo mínimo de cimento de 400 kg/m3 ;
 sendo facultativo a utilização de aditivos como retardador de pega ou plastificantes;
o abatimento ou “slump-test” de 200mm   /- 20 mm.

FASES EXECUTIVAS DAS ESTACAS

Estacas Escavadas à Seco
1. Escavação mecânica do furo através de trado ou caçamba;
2. Perfuração executada até a profundidade necessária;
3. Posicionamento da armadura da estaca;
4. Concretagem da estaca;
5. Colocação das esperas do pilar imediatamente após a concretagem;
6. Estaca pronta.

Estacas Escavadas com Utilização de Lama Bentonítica
1. Escavação mecânica do furo com utilização de caçamba e preenchimento do furo com lama bentonítica;
2. Perfuração executada até a profundidade necessária;
3. Posicionamento da armadura da estaca e tremonha com funil de concretagem;
4. Concretagem da estaca de baixo para cima com recolhimento da lama bentonítica para desarenação e armazenamento em depósitos;
5. Colocação das esperas do pilar imediatamente após a concretagem;
6. Estaca pronta.

Estacas Escavadas com Entubadora
1. Execução de pré-furo para posicionamento do tubo;
2. Introdução das camisas no solo por rotação e pressão hidráulica;
3. Escavação com trado dentro do tubo até cerca de 80cm acima da ponta;
4. Introdução dos complementos até a cota em que não haja mais penetração de água no furo;
5. Complementação da escavação até a profundidade necessária;
6. Posicionamento da armadura da estaca;
7. Concretagem da estaca e retirada gradativa dos tubos de revestimento;
8. Colocação das esperas do pilar imediatamente após a concretagem;
9. Estaca pronta.

OBS.: Este procedimento elimina a necessidade do uso de lama bentonítica.

Copyright © 2014. Serki • Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por SB Creative

51 3371 1022

51 3371 1035

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.